Nota CEII SP [09/08/2018]

Sobre discussão iniciada na reunião do dia 30/8: “A elaboração consequente desse conceito obriga-nos a admitir que não há luta de casses ‘na realidade’: a ‘luta de classes’ nomeia o próprio antagonismo que impede a realidade (social) objetiva de se constituir como um todo fechado em si mesmo. […] Em outras palavras, a luta de classes é ‘real’ no sentido lacaniano estrito: uma ‘dificuldade’, um empecilho que origina simbolizações sempre renovadas, mediante as quais nos esforçamos por integrá-lo e domesticá-lo (a tradução/ deslocamento corporativista da luta de classes para a articulação orgânica dos ‘membros’ do ‘corpo social’, por exemplo), mas que, ao mesmo tempo, condena esses esforços a um derradeiro fracasso” (Žižek, S. Introdução In. Adorno, T. et al; Žižek, S. (org.) Um mapa da ideologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996, p. 27)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *