REFERENCIAS REUNIAO CEII SP 11.10

. Fomos convidados a participar da reunião emergencial promovida pelo safatle. Mas foi mto em cima da hora; e teria sido, primordialmente, ir as ruas converter votos. Discussão sobre essa modalidade de trabalho de base – o contato corpo a corpo nas comunidades, e no caso, em específico, o convencimento.

. Decidimos passar a leitura para o início da reunião, pela leitura ser mais de interesse comum, mesmo dos membros que participam à distância, ao passo q a discussão dos projetos talvez seja de interesse mais dos que participam mais presencialmente. E por, no final, talvez não tenhamos mais tanta atenção ou disposição a leitura.

. A idéia do fascismo não como a reação da direita à ameaça da esquerda – a proximidade e o medo desta pegar o poder – mas o inverso: ele resulta da falência, a derrota, esmurecimento a total inércia da esquerda frente a crises ou a problemas urgentes e crescentes em determinada época, como nas épocas pós crise, como a q vivemos. E o fascista, então, aparece, como oportunista, recriando esse adversário morto, para deste salvar a sociedade, sendo assim um salvador…logo, isto seria resultado necessário do reformismo, em nosso caso, do pt. Logo:

.Como agir para além disso, do estado…? J. bernardo fala em ‘auto-organização’, organização intra-classe, pelos e para os próprios trabalhadores – livre do estado, e sua burocratização – em organizações de bairro, ações eclesiais de base, etc..  mas como o trabalhador poderia se organizar, já que:

.Temos novas características hj: passagem do fordismo para o toyotismo; passagem do capital industrial para o financeiro;  e, com menos emprego, o trabalho não seria mais algo q nos faça reconhecermo-nos, e tb o sujeito neoliberal . e em vista dessa realidade, como agir a partir daí … ?

. convite a moça da pós graduação q nos solicitou apoio para as demandas dos pós graduandos, em especial à demandas de “organização”, daí decidimos por convidá-la a uma reunião e daí ela explicar melhor.

. sobre o oficina: já tendemos 2 pacientes sendo atendidos; logo, podemose devemos dar o passo seguinte: o de criação e organização dos pontos do projeto sobre discussão dos casos, supervisões etc … abrindo perspectivas, inclusive, a um novo modelo possível de escola de psicanálise.

– início da discussão sobre o fascismo nascente e seus possíveis desdobramentos e possíveis ameaças a vida comum. E a nossos semelhantes mais diretos.

Labirintos do fascismo, joão bernardo. https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2015/05/29/pdf-nova-edicao-de-labirintos-do-fascismo-na-encruzilhada-da-ordem-e-da-revolta-de-joao-bernardo/

A rebeldia do trabalho. Ricardo Antunes.https://pt.scribd.com/document/260377462/A-Rebeldia-do-Trabalho-Ricardo-Antunes

fala da Esther solano, https://www.youtube.com/watch?v=JrnpiscANN0

https://soundcloud.com/ideiaeideologia/ceii-sp-11102018

 

 

 

REFERENCIAS CEII-SP 27/09

. Curso APSP: ideias: 1- fazermos primeiro o curso aki para depois fazermos em ribeirão; 2- em ribeirão, fazermos ele todo, todos os módulos, em uma ida só (quinta-sexta-sábado). Mas ficou p ser avaliado no fim do ano a data, q fica assim para o ano q vem; mas ambos, a edição em sp e a de ribeirão, continuam de pé.

. Resumo do que aconteceu na roda de conversa, parecido com o q já houve na ultima reunião, com alguns acréscimos, como a dificuldade demonstrada por alguns alunos em lidar com indivíduos e questões identitário-diagnósticas, ou melhor, diagnóstico-identitárias. Tendo haver com a mudança contemporânea do diagnóstico de um estigma para uma identidade, dificultando o laço, uma genericidade por entre esses sujeitos.

. Treta tales – ortellado no face: Discussão entre as corriqueiras articulações e justaposições indevidas entre política e psicanálise.

Althusser. Um texto (q não identifiquei) sobre os 3 discursos.

Christian Dunker. Mal estar, sofrimento e sintoma. http://lelivros.love/book/baixar-livro-mal-estar-sofrimento-e-sintoma-christian-ingo-lenz-dunker-em-pdf-epub-mobi-ou-ler-online/

REFERENCIAS CEII-SP 20/09/2018

.Discutimos datas de remarcação do curso, ficando entre a possibilidade de um curso de férias ou após o carnaval; podendo também marcarmos em ribeirão preto. Uma opção não excluiria a outra, e não fechamos qq data. Em decidindo por ribeirão ou pelo curso de férias, algumas adaptações deveriam ser feitas como: cada módulo ser feito dentro de um dia (manhã e tarde) reavaliação do preço de inscrição etc…

. comentamos sobre como foi a roda de conversa promovida pelo CA sobre sofrimento na universidade: compareceram por volta de 7 alunos, predominantemente integrantes do ca; e, bem como pretendíamos, a reunião não recaiu em um muro das lamentações ou a partilha de queixas como em um grupo terapêutico, mas na discussão de problemas identificados pelo alunos referente a universidade ou a questões coletivas. Nela apareceram desde questões com a metodologia dos professores, a falta de espaços de convivencia entre os alunos como há noutros campi, a fragmentação da grade curricular que desfavorece a criação de grupos entre os alunos, a diferenciação entre alunos da graduação e da pós, e como no caso especifico da fsp, a graduação é um pouco preterida; a discussão sobre a militancia politica na universidade e como e porque pode ser extenuante.. etc.

. discussão sobre notas.

. leitura do texto do zizek (do fim da citação de marx no 1º cap, até o inicio da segunda página após a citação de marx. Em: “Assim, o mercado mundial.. “

REFERENCIAS 30/08 CEII-SP

– Discussão sobre a roda de conversa. Discutimos que poderíamos falar uma breve explicação do que é o ceii e o oficina, e deixarmos a discussão em aberto, apenas talvez atentando pra coletivização dos assuntos e demandas q eventualmente venham como individuais.

– Discutimos sobre as notas. Pois houve um enorme acúmulo, e muitas notas com uma produção teórica considerável, também em tamanho e numero de páginas, o que dificultaria sua síntese e comentário; o que levou (mais uma vez) à questão da função das notas, e o que fazer c elas…

REFERÊNCIAS REUNIAO CEII-SP 30/08

– Algumas das obras citadas:

. BADIOU, A. Sujeito e Infinito. https://cdn.fbsbx.com/v/t59.2708-21/13186924_10156839937410551_844741840_n.pdf/Badiou-Sujeito-e-infinito.pdf?_nc_cat=0&oh=e09790f3bc90434de34e0cde1a67fd21&oe=5B91C2A7&dl=1

. BADIOU, A.; CASSIN, B. Não há relação sexual: duas lições sobre o aturdito de Lacan. Rio de Janeiro: Zahar. 2013. 96p.

. FRASIER, N. Como o feminismo se tornou subalterno ao capitalismo – e como reivindicá-lo.     https://lavrapalavra.com/2016/04/06/como-o-feminismo-se-tornou-subalterno-ao-capitalismo-e-como-reivindica-lo/

. FREUD, S. A negativa. Em O ego e o id e outros trabalhos. vol xix imago standard ed.  http://notaterapia.com.br/2016/05/06/as-obras-completas-de-sigmund-freud-para-download-gratuito/

. LACLAU, E; MOUFFE, C. Hegemonia e Estratégia Socialista: por uma política democrática radical. https://extensaoufabcposmarxismo.files.wordpress.com/2016/04/hegemonia-e-estratc3a9gia-socialista-capc3adtulo-41.pdf

. ORWELL, G. Socialistas podem ser felizes? Em: O que é fascismo e outros ensaios. Cia. Das letras. https://criticanarede.com/felicidade.html

. DELEUZE. O anti-édipo.  http://conexoesclinicas.com.br/wp-content/uploads/2015/12/DELEUZE-Gilles-GUATTARI-F%C3%A9lix.-O-Anti-%C3%89dipo-vers%C3%A3o-Portugal1.pdf

– iniciamos as discussões sobre a roda de conversa, e já adiantamos alguns pontos e questões. Dentre as quais pontuarmos que não estaríamos lá, nesse momento como terapeutas ou donos do saber. No entanto, foi levantada a questão de se isto não soaria como uma negação no sentido freudiano, nos moldes do clássico ‘não é a minha mãe’, em que a negação, o ‘não’, traz consigo o conteúdo recalcado, ou seja, este é afirmado ao ser negado. Como se, então,  estivéssemos previamente nos pondo no lugares de mestres. Logo, melhor seria se disséssemos ao que pretendemos e não ao que ‘não’ pretendemos.

– sobre a leitura do texto. A questão: ‘Historicismo (r)evolucionário’: zizek critica a visão evolucionista ou historicista de marx, na qual a historia teria uma direção única e necessária, tais quais suas etapas pré-determinadas. Surgiu também o questionamento de se a própria ideia de revolução não seria tributaria dessa noção.

https://soundcloud.com/ideiaeideologia/ceii-sp-30082018

 

 

REFERENCIAS CEII-SP 09/08/18

Fizemos a delimitação e divisão das mídias/ meios (zap, email, fb…) referentes ao primeiro contato dos que procuram o oficina, apesar de mantermos os psicanalistas responsáveis ao ‘acolhimento propriamente dito’ por assim dizer – esse segundo momento que pode ou não ocorrer, presencial, dos casos onde a demanda inicial não é clara e necessita de uma pequena escuta inicial, uma espécie de triagem para identificarmos o(s) espaço(s) adequados para cada um. Portanto, mantendo a noção de que o encurtamento das etapas e do distanciamento do demandante com os atendimentos em si é importante.

 

REFERENCIAS CEII-SP 26.07

. Discussão sobre o curso saúde mental e h. comunista.  Zizek seria relevante a saúde mental, visto q seu interesse é eminentemente politico e não clínico? Melhor uma discussão mais teórica ou direcionada a prática; ou teórica conquanto esteja enraizada nas praticas do campo da saúde?

. sugestão de aula: Historia da psicanalise ‘publica’; na saúde publica. Sua historia (e de seus fracassos). Os limites epistemológicos da psicanálise.

Neoliberalismo.

Hayek.

DSM

 

REFERENCIAS CEII-SP 02/08

02.08.

– ZIZEK, S. Like a thief in broad daylight: power in the era of post-humanity.

– RANCIÉRE, J. Ódio a Democracia.

BADIOU, A. A Hipótese Comunista.

– BADIOU, A. A Aventura da Filosofia Francesa no século XX. Autêntica.

– BADIOU, A. Logic of worlds.

REFERENCIAS CEII SP – 05.07

.Identitarismo: e como este acaba por reduzir as minorias a aspectos técnicos, porcentagens e cotas mínimas nos espaços, sem qualquer critica ou reduzindo-a a um aspecto estético ou numérico. https://lavrapalavra.com/2016/08/15/a-esquerda-num-poco-sem-fundo/

. Psicanálise e seu lugar no mundo em seus diferentes momentos históricos. os erros e insuficiências cada vez mais claras da ciência e de seus fármacos, são necessariamente abertura de espaço(s) e oportunidades à psicanálise?  Ou a psicanálise não necessita de lugar, ou mesmo necessita de um não-lugar ou a manutenção deste?

.Nova medicina e a psicofarmacologia indo além do tratamento de doenças ou saúde, mas adentrando o terreno do melhoramento, aumento de desempenho e assim por diante.

.Discussão sobre representatividade e o que fazer qnd nem todos se sentem contemplados ou identificados com o coletivo.

 

 

 

 

 

.

.

 

REFERENCIAS CEII SP 21-06

Início da leitura do ‘o ano que sonhamos perigosamente’.

. (Zizek) Dialética entre Liberdade x determinação.  Emancipação x estrutura; a partir do sujeito e sua relação c a cadeia significante (lacan), no qual a cadeia apesar de dada de antemão, pode ser re-significada, e, contraditoriamente, abrir possibilidades a partir da estrutura e seus limites.

.Quadro semiótico de Greimas.

https://www.google.com.br/search?q=quadro+semi%C3%B3tico+de+greimas&tbm=isch&source=iu&ictx=1&fir=1cVPoTy7ywls1M%253A%252CpWo_lYKq7E31GM%252C_&usg=__5mDJkG0cO8DaUrnIEIzJu4aAnz8%3D&sa=X&ved=0ahUKEwj-6YfcxpXcAhXB1lMKHViGDYkQ9QEIOTAC#imgrc=1cVPoTy7ywls1M:

.Quadrado da não contradição. Formulado por aristóteles e ‘desenhado’ pela filosofia escolástica.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Quadrado_das_oposi%C3%A7%C3%B5es

‘diagnóstico é tb seu próprio sintoma’, jamison.

“O modo como foram lidos os eventos – a leitura deste – é mais sintomática que o próprio evento (…) o que significa junho de 2013? Todos querem ver junho como um sintoma, “olha! existe vida por debaixo da linguagem, das coisas q as pessoas falam.” Não, o sintoma está no modo como interpretamos junho de 2013, não existe sintoma fora da interpretação.” (Camarada Daniel, 2018).

. o tema ‘ Sujeito e infinito’ em Badiou. http://www.academia.edu/20733793/Subject_of_Philosophy_Subject_of_Psychoanalysis

https://lavrapalavra.com/2017/11/20/ser-evento-sujeito-o-sistema-de-alain-badiou/