Nota #1 [14/09/2012]

No último encontro do CEII, iniciou-se a leitura do texto “Como começar do começo” de Slavoj Zizek. Parece-me que Zizek propõe que devemos reiniciar a busca pelo comunismo desde o começo em vez de continuarmos do ponto em que atualmente estamos. Em 1922, a Nova Política Econômica adotada pelos bolcheviques parece representar algo semelhante: após ganhar a guerra civil, os bolcheviques estavam no poder e precisavam enfrentar a crise que havia se instalado, decidindo, então, recomeçar do começo; ou seja, adotar algumas medidas capitalistas para que se pudesse restaurar minimamente a economia e prosseguir com o projeto comunista – embora não se possa dizer que esse projeto foi um sucesso.

Zizek cita o escritor Samuel Beckett para exemplificar: “Tente de novo. Falhe de novo. Falhe melhor”. Lembro-me de Alain Badiou afirmando que estamos muito mais próximos dos problemas dos comunistas no século XIX do que dos problemas do século passado. O processo revolucionário não é gradual, não se pode continuar da última conquista, deve-se retornar ao início e recomeçar o processo novamente. Lênin escreveu em seu texto de 1922 intitulado “Sobre a subida de uma alta montanha” – ao fazer uma analogia da revolução com uma escalada de uma montanha – que não devemos ceder àqueles que dizem que os comunistas estão arruinados, que somos lunáticos que desejam avidamente escalar até o topo; pelo contrário, devemos retornar ao ponto inicial e reiniciar a subida, desta vez faremos melhor ou falharemos melhor se for o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *