NOTA #10 [01/08/2017] (RJ I)

Recentemente tinha uma posição que é forte nas tendencias marxistas de considerar o trabalho como selo distintivo da humanidade, como sendo a capacidade do ser humano realizar trabalho que o diferencia das demais espécies. Realizar trabalho em sentido teleológico, de que é a capacidade de antecipar em projetos em nossa mente o que pretendemos construir. Marx, exemplifica essa diferença através da diferença entre o arquiteto e a aranha, sendo a aranha um animal que age instintivamente sem planejar como vai ser a sua teia, enquanto o arquiteto planeja sua casa de acordo com as condições que lhe são dadas historicamente,portanto, as condições de realizar um projeto vai se determinado pelo grau de desenvolvimento das forças produtivas que a humanidade construiu. Não poderíamos pensar numa casa de alvenaria se não tivéssemos o domínio da manipulação do ferro e do cimento. Essa é uma posição forte, que hoje me coloco em duvida pois boa parte das descobertas foram obra do acaso, como a descoberta das Américas pro exemplo  queria chegar nas Indias e acabaram chegando aqui, mas isso não invalida a posição dos marxistas da ontologia do ser social que defendem a que o ser humano tem a capacidade de planejar diferente dos animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *