NOTA #11 [17/07/2018] (RJ I)

Zizek quando escreve sobre a interpretação dos sonhos e do valor da mercadoria vê que não se deve procurar um significado oculto por trás do que está explícito. O real ou o valor aparece na superfície do discurso e ou da relação entre as coisas. Como podemos relacionar essa observação a leitura da realidade. Como observar a entrelinhas da conjuntura para análise da mesma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *