Nota #2 [13/01/2015] (RJ)

Muito do discutido resgatou questões que deixamos em aberto ao fim do ano passado. Como foi a primeira reunião de 2015, o encontro ocorreu nesse “espaço” em que as células I e II foram dissolvidas. A discussão concentrou-se em tópicos como o “Livro de Notas 2013/2014”, que atrasamos, além de assuntos orçamentários, “O Lemingue” entre outros. Em seguida, em caráter de informe, nos foi apresentada a proposta para organizar uma conferência internacional com filósofos que estudamos.

 

A possibilidade foi considerada pelo grupo desde que pudéssemos explorar as estruturas e funcionamento da organização que temos criado desde 2012. Isso é, que não apenas as pessoas que participam dos encontros estivessem envolvidas, por interesses quaisquer no evento, tornando-o algo de excepcional em suas vidas, mas que o CEII enquanto tal fosse seu responsável de modo que ela estivesse incluída em sua existência – fazendo com que a organização da conferência encontrasse nossa rotina e não o oposto.

Penso que o evento é oportuno para o Círculo porque, afinal, trará autores, temas e aproximações que são objeto de nossa disciplina desde 2012 e devem importar a cada um de nós em específico por variados motivos. Ao mesmo tempo, mais fundamentalmente, acredito que o evento também é uma ocasião para exercermos o poder latente à organização que inventamos. Realizá-lo no Brasil demandará de cada um tarefas extraordinárias que, por outro lado, serão resolvidas ordinariamente. Isso é, a prática a ser acionada para fazê-lo acontecer não diferirá essencialmente da prática exigida pelo CEII. Serão incluídas tarefas que, a rigor, não nos afastarão da disciplina comum ao dia a dia do Círculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *