NOTA #2 [21/05/2015] (SP)

Os Direitos Humanos enquanto regra universal à qual os Estados Nações devem respeitar e seguir ao criarem suas leis está perfeitamente de acordo com inversão entre universal e particular que o advento da forma-mercadoria trasporta para as relações sociais e talvez por isso tal ideal sirva tão bem ao capitalismo.

Nesse sentido, podemos afirmar que a luta pelos direitos universais dos homens tornou-se mais um instrumento de desumanização, de abstração dos elementos e diferenças que fazem as pessoas reais, elevando o interesse de uma classe particular ao estatuto de bem universal, luta por igualdade e justiça social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *