NOTA #3 [18/04/2017] (RJ I)

Em suas “Considerações sobre a Guerra e a Morte”, Freud fala de uma desilusão diante do que sucedeu na primeira Guerra. No texto de 1915 podemos perceber que desilusão é um termo que encontra sua precisão para o que para Freud foi a queda ou um esfacelamento de toda a Fantasia da elevação cultural, de toda a ideia de Civilização, mais avançada do que o restante do mundo sendo assim de fato o caminho a ser seguido. Parece que os Estado que se diziam defensores da ética da moral e dos direitos, cometiam “barbaridades” no âmbito da guerra. Desilusão se aplica muito bem neste ponto porque a própria guerra se tornou o esfacelamento desta narrativa fantasiosa do progresso com o real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *