NOTA #3 [26/06/2018] (RJ I)

As consequências da distinção ontológica não poderiam designar outra coisa que não a oposição entre saber e “verdade”. De fato parece que a afirmação que designa  Heidegger como o último filósofo universalmente reconhecido marca a referencia a que se mede o projeto de Alain Badiou. Para o autor, qualquer um que queira ir além do poder do pensamento de Heidegger, precisa reconsiderar o ponto em que o dizer do poeta se confunde com o pensamento do pensador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *