NOTA #4 [02/05/2017] (RJ I)

A questão da revolução e o primado da pratica sobre a teoria me parece que tem ai algo de alguma patologia e essa patologia no ambito da esquerda acomete grande parte desse grupo. Sobre o ponto de vista da psicanalise há alguns processos que é possivel visualizar especicamente no campo da esquerda como por exemplo a histeria que me parece que se manifesta de certa forma quando há um desejo muito forte de uma determinada demanda no campo social do problema que estamos tratando e o primado da pratica sobre a teoria quando vemos que um gay foi assassiado, um negro foi humoilhado ou uma mulher foi violentada. Esse exemplos são muito forte e impactantes e exige que seja feito algo de imediato e que as organizações tomem partido do que ta acontecendo porque se precisa fazer algo. Acho q é possivel ter algum acordo sobre isso porque demonstrar que esses problemas existem e propor soluções é uma tarefa da esquerda. No entanto talvez o primado da pratica possa atrapalhar. Nesse sentido me pergunto como a psicanalise poderia ser produtiva a entender essas questões pra que enquanto esquerda pudessemos dar uma resposta mais eficiente, sem necessariamente um tiro no escuro, para essas demandas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *