NOTA #4 [25/04/2017] (RJ I)

Em suas “Considerações sobre a Guerra e a Morte”, Freud fala de uma espécie de inclinação instintiva do homem que comportaria em linhas gerais o bem fazer e o mau fazer. Ele observa por exemplo que o adulto diante das ações egoístas  de uma criança tende a corrigi-la para uma postura contrária ao que seria a inclinação egoísta da criança. Há um trecho (engraçado até) em que este chega a dizer que pessoas com grande apreço e demasiado carinho por animais teriam sido “pequenos sádicos e torturadores de bichos” não fosse esse algo externo que corrigi a criança. Assim me pergunto se a Psicanálise proporia também uma abordagem moral da teoria dos instintos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *