NOTA #4 [29/10/2015] (SP)

As questões que envolvem os problemas estruturais e administrativos da célula de SP devem ser resolvidas de modo mais direto, respeitando questões de relevância que certamente aparecem no caminho. Tenho a sensação de estarmos sendo levados em uma espécie de “mau infinito”.
As principais são o financeiro e a situação dos participantes que precisam se desligar/licenciar.
A rotatividade das posições tem de ser pensadas com mais calma. Acho que o SG em especial é uma posição delicada, que exige um trabalho maior. Penso que deveria ser ocupado por um período mais longo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *