NOTA #5 [14/03/2017] (RJ I)

CEII-JACAREZINHO/PR

Proposta Temática para Próximas Reuniões

 

 

O presente documento expõe o projeto de leitura temático O PROLETARIADO: CORPO POLÍTICO, CLASSES E MASSAS da Célula de Jacarezinho-PR e dispõe sobre a ementa, os objetivos e as etapas a serem cumpridas neste trabalho de prática teórica.

 

 

O PROLETARIADO: CORPO POLÍTICO, CLASSES E MASSAS

 

 

De acordo com as novas orientações dadas pela nova forma dos textos de leitura apresentada primeiramente pela Célula RJ-I e pela opção de seguir esse formato pela Célula RJ-II, a Célula PR RESOLVEU, na reunião do dia 11/03/2017, optar por também oferecer uma nova proposta de leitura que tentará trazer como eixo temático a questão amplíssima do PROLETARIADO (suas conceituações ontológicas, pragmáticas, estruturais, ideológicas, críticas, contraideológicas).

A decisão tanto dos presentes quanto por meio das respostas da notas foi favorável a mudança pelos seguintes motivos:

  1. A necessidade de não se ficar preso a um só livro (o que, como foi demonstrado, ocorreu de fato e a Célula de certa forma “parou” no livro O Mestre Ignorante do Jacques Rancière);
  2. A facilidade com que os diversos textos pode apresentar facilita tanto a apresentação por parte do Mais-Um e dos presentes como a assimilação do conteúdo e da discussão (“princípio da palpabilidade”);
  3. A promover uma singularização da Célula em busca de algo que a caracterize perante as outras. Além de apresentar um bloco de pensamento em conjunto como forma estrutural da célula.

Sendo assim, a Célula optou por dividir todo o projeto em três etapas norteadoras das discussões. Logo abaixo, segue os objetivos, a divisão das etapas e a ementa fundamental.

 

Objetivos

 

Como expectativa espera-se que o grupo consiga, a partir dos debates e dos textos, construir pontos de vistas comuns e tê-los, como marca da Célula e do Círculo, como axiomas básicos para se refletir sobre a questão da organização. A prática militante e o estudo orientado, dessa perspectiva, devem criar espaços amplos que entendam não só a semântica dos textos, mas a percepção em rede destes, as escolhas tomadas por alguns movimentos em um determinado contexto, a opção por interpretar certas categorias e noções, a constante disputa pelos conceitos dentro do materialismo dialético [por exemplo], etc. A Célula acredita que a partir dos materiais recolhidos e trazidos para as reuniões, pode-se chegar a uma forma de diagnosticar os próprios problemas do Círculo e oferecer opções concretas.

 

Divisão das etapas

 

De acordo com a discussão nas reuniões dos dias 11/03/2017 e 18/03/2017, a Célula resolveu [inspirada nos falidos e interessantes modelos da economia planificada soviética] instaurar o projeto em basicamente três etapas (ou melhor, três eixos):

 

EIXO 1. Começar do começo de novo novamente! – tem como proposta a leitura de alguns dos textos marxianos que trabalham com as questões de classe, de história, de sociedade, de capital, de revolução de um ponto de vista das massas e do proletariado. Os textos, pela ordem seriam: O manifesto do partido comunista [1848]; alguns trechos dos Manuscritos econômico-filosóficos [1843-44]; alguns trechos da A ideologia alemã [1845-46]; alguns trechos de O 18 de brumário de Luis Bonaparte [1852]; e alguns trechos do O capital (vol.1)[1867]; A Célula chegou a conclusão de que esse eixo é a meta para todo o ano de 2017 a contar a partir da reunião de 25/03/2017.

 

EIXO 2. Diagnose dos vários séculos XX’s – tem como proposta de leitura a partir da observação dos amplos fenômenos durante todo o século XX em suas mais variadas vertentes. Na vertente do marxismo, pode-se dizer que a continuação dos textos clássicos (Engels, Kautsky, Luxamburgo, Lenin, Lukács, Stalin, Gramsci, Mao) será indispensável para os efeitos do balanço proposto. Há também uma tradição (ligada também à temática da Célula RJ-I) que seria pela via psicanalítica (Freud, Reich, Lacan). Há também uma linhagem sociológica que tenta identificar os fenômenos das massas (Tarde, Adorno, Canetti, Ortega y Gasset). Há ainda dois atravessamentos paradigmáticos (dois modos de leituras orientadas para analisar os fenômenos do século XX) proposto germinalmente pelo camarada _097, a saber, a Paixão pelo Real e a Razão Cínica. Se a primeira meta for cumprida, uma certa ordem será estipulada conforme a disponibilidade e o engajamento dos participantes. Essa segunda etapa também o objetivo de aproximar as demais células para os debates (ceii-convidas, intervenções por hangouts, etc.) bem como a interlocução externa.

 

EIXO 3. O proletariado, hoje – tem como proposta de leitura as diversas referencias que compõem o início das discussões do novo século. As inúmeras denominações subjetivas (subproletariado, precariado, homo sacer, “homem-massa”, burguesia assalariada, infoproletariado, Multidão, etc.) e partidárias (Hipótese Comunista, Multidão, Comunidade-tempo-homem que vem, comunidade dos iguais, etc.). Pela via marxista, as referências ordinárias do Círculo (Agamben, Badiou, Rancière e Žižek), além de autores como Postone, Kurz, Negri, Hardt, Laval, etc… As contribuições críticas de Foucault e Sloterdijk, etc… Talvez o eixo 3 ainda não se apresente como uma proposta concreta devido à longa trajetória que se deve percorrer até chegar aqui. Portanto, a idéia é esperar e consolidar.

 

Ementa fundamental

 

– MARX, K. ENGELS, F.

A ideologia alemã – http://www.pet.eco.ufrj.br/images/PDF/ideologia-alema.pdf

Manuscritos econômico-filosóficos – http://petdireito.ufsc.br/wp-content/uploads/2013/05/manuscritos-economicos-e-filos%C3%B3ficos-_-marx.pdf

O 18 de brumário de Luis Bonaparte – https://neppec.fe.ufg.br/up/4/o/brumario.pdf

O capital – https://coletivocontracorrente.files.wordpress.com/2013/10/tmpsq7jbv.pdf

O manifesto do partido comunista – http://www.ifibe.edu.br/arq/201507151648311870285950.pdf

– LUKÁCS, G.

História e consciência de classe – https://pt.scribd.com/document/323896221/Livro-Historia-e-consciencia-de-classe-pdf

Tática e ética – http://132.248.9.34/hevila/HerramientaBuenosAires/2014/no55/17.pdf

– LENIN, V.

Escritos online – https://www.marxists.org/portugues/lenin/index.htm [Que fazer? –

O Estado e a revolução]

-STALIN, J.

Escritos onlinehttps://www.marxists.org/portugues/stalin/index.htm

– GRAMSCI, A.

Escritos onlinehttps://www.marxists.org/portugues/gramsci/index.htm

– LUXEMBURGO, R.

[Reforma ou revolução?]

Escritos onlinehttps://www.marxists.org/portugues/luxemburgo/index.htm

MAO TSÉ-TUNG.

Obras escolhidas em 4 tomoshttps://www.marxists.org/portugues/mao/index.htm

FREUD, S.

Psicologia das massas e análise do eu – https://professorsauloalmeida.files.wordpress.com/2015/08/grupos-e-massa-freud.pdf

– REICH, W.

Psicologia de massas do fascismo – https://www.academia.edu/9151256/Wilhelm_Reich_-_PSICOLOGIA_DE_MASSAS_DO_FASCISMO

Materialismo dialético e psicanálise – https://www.academia.edu/27110439/Materialismo_Dialetico_e_Psicanalalise.pdf

– LACAN, J.

Seminário 7 – http://staferla.free.fr/S7/S7.htm

Seminário 17 – http://staferla.free.fr/S17/S17.htm

– TARDE, G.

A opinião e as massas – https://pt.scribd.com/doc/251478406/Gabriel-Tarde-A-Opiniao-e-as-Massas-pdf

– LE BON, G.

Psicologia das multidões – https://pt.scribd.com/document/128891145/GUSTAVE-LE-BON-Psicologia-das-multidoes

– ADORNO, T.

Dialética do esclarcimento – https://nupese.fe.ufg.br/up/208/o/fil_dialetica_esclarec.pdf

– CANETTI, E.

Massa e poder – http://imap.latertuliadelagranja.com/sites/default/files/Canetti,%20Elias%20-%20Masa%20y%20Poder.pdf

– ORTEGA Y GASSET, J.

A rebelião das massas – https://pt.scribd.com/document/32237873/La-rebelion-de-las-masas-Jose-Ortega-y-Gasset

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *