Nota #5 [18/06/2012]

INTRODUÇÃO

O CENTRO DE ESTUDOS DA IDEIA E DA IDEOLOGIA, se configura  como um centro para a formação teórica de militantes políticos através do estudo sistemático de filosofia política.

Serão estudadas as filosofias de Alain Badiou, Jacques Rancière e Slavoj
Žižek no que tange à reformulação do projeto comunista.

Nosso trabalho ira se materializar através de reuniões semanais presenciais, nas quais a produção de textos e notas de trabalho pelos participantes são esperadas e também entendidas  como material de trabalho, alem da futura mas não longínqua transmissão do conhecimento produzido para outros participantes. Tal didática se encontra implícita nos trabalhos dos filósofos em cuja leitura está calcado o estudo do Circulo e cujo método de investigação será por nos seguido.

Sao propostas três atividades distintas pelo CEII: seminários e publicações direcionadas aos integrantes filiados do PSOL; seminários e publicações destinadas para o público em geral; e por fim convites para que representantes das parcelas da população exponham suas idéias dentro do CEII.

SOBRE AS PREMISSAS FUNDAMENTAIS

O pilar fundamental sobre o qual se embasa o CEII e o qual acreditamos sem restrições é que  sim, existe partido político que não apenas para e pela função eleitoral.
E neste contexto do delimitar das funções e dos porquês da política que a diferenciação do voto com conhecimento  para o voto simples aparece.

O voto com conhecimento é aquele constituído por um núcleo que a máquina eleitoral não consegue mensurar. E` o voto que crê num programa propriamente político, não num programa de contagem de votos. E o voto com a consciência da necessidade da mudança.

Conhecer algo que ainda não esta implementado na política hoje, mas que  já existe como ideia, como teoria política e cuja implementação depende do próprio reconhecimento de sua urgência. Dai a necessidade do aprendizado, do estudo, do conhecimento do diverso, não apenas como oposto, como inverso ao status quo, mas principalmente como alternativa possível.

Já o voto simples, seria aquele que começa junto com a campanha eleitoral, aquele que decide na urna o destino de um país no contexto do modelo político-econômico vigente. O voto simples é o voto unitário, aquele que ratifica a política vigente, voto que efetivamente não faz diferença; ao contrario, potencializa a inércia do caos corroborando  o presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *