NOTA #8 [19/05/2015] (RJ)

Não sei como funciona em outros países, se o diagnóstico do desinteresse pela política também se baseia numa sensação de que as estruturas de poder estão contaminadas. No Brasil, acredito que nossa atitude em relação à esfera da política, em qualquer nível que seja, é amplamente mediada pelo discurso da corrupção. Nossos fracassos nessa esfera sempre aparecem como o efeito de algum tipo de corrupção.

Entre a esquerda, na minha opinião, o tema da corrupção é articulados nos termos da capitulação ou traição ideológica. Mesmo porque a corrupção tradicional, de tipo institucional, mantida por indivíduos que exploram posições privilegiadas em nível do Estado, é inacessível para esquerda enquanto narrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *