NOTA #9 [16/05/2017] (RJ I)

Eu acho que a gente precisa começar a pensar sobre o nosso Congresso interno. Como queremos que ele funcione? Acho que o que falamos anteriormente, sobre fazer algo mais descontraído e divertido, que ajude a criar laços entre os membros e ao mesmo tempo dar uma ideia para todo mundo do que é que os outros estão fazendo, é a melhor proposta. Pensei em algumas ideias que seguem essa direção:

1. Que a gente evite mesas com apresentações de trabalhos chatos, e faça ao invés debates mediados. Por exemplo: um debate, com três ou quatro membros do CEII previamente “voluntariados” mediados por alguém que vai colocar eles pra conversar sobre suas experiências como Secretários Gerais. A conversa pode ser mais espontânea, demandar menos preparação (só do mediador) e ficar mais engraçado.

2. Acho muito legal a ideia de convidarmos pessoas de fora para fazerem uma “auditoria” ou pesquisa sociológica com o CEII, e apresentar os resultados durante o congresso.

3. A gente podia ter um espaço para apresentações teóricas também, mas aí acho que podia ser com uns temas mais adequados à nossa esculhambação habitual: fazer um manual do militante, como foi sugerido, ou o estatuto de um partido imaginário – coisas assim.

4. Sabe aquela coisa de falar mal do amigo? Americano chama de “roast” – acho que a gente podia fazer um treco desse também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *