Nota CEII SP 07/06/2018

A filosofia desde a grécia antiga foi um movimento repleto de descontinuidades de tempo e espaço, sobre o qual se desenvolveram distintos momentos da filosofia. Estes momentos são localizações particulares da inventividade universal da filosofia e não ocorrem de forma homogenea. Os mais notáveis momentos da filosofia foram sem dúvidas o que ocorreu entre o século V a.c. ao III a.c. na Grécia clássica, fundamental e criador de todo o que sucedeu, e o que ocorreu entre o fim do século XVIII e o início do XIX na Alemanha, que impactou profundamente o pensamento mundial moderno.


A despeito do que se possa dizer em contrário, a filosofia francesa contemporanea se assemelha em muitos aspectos aos grandes momentos da filosofia grega e alemã. Este periodo ocorrido entre os anos quarenta e os noventa (ou quizas até os dias atuais) do século XX de intensa efervecencia intelectual na França, que não apenas gestou diversos autores, mesmo que muitas vezes contrários aos ditames clássicos da filosofia ou, imersos em outras disciplinas científicas ou do pensamento. Estavam ai, dentre outros, Jean-Paul Sartre, Gastón Bachelard, Maurice Merleau-Ponty, Claude Lévi-Strauss, Louis Althusser, Jacques Lacan, Michel Foucault, Jean-François Lyotard, Jacques Rancière, Jacques Derrida, Giles Deleuze, incluindo o próprio Alain Badiou e mais recentemente até Jean-Luc Nancy e Philippe Lacoue-Labarthe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *