Nota CEII SP [19/04/2019]

“As pessoas muitas vezes procuram psicanalistas com a intenção de encontrar a felicidade em suas vidas, e imaginam que o psicanalista é uma pessoa feliz. Se a psicanálise supostamente promove a cura para a infelicidade, então o psicanalista deve ter sido curado dessa patologia para poder ajudar o paciente. Sobre essa expectativa, Jacques Lacan maldosamente acrescenta: ‘É um fato que nós, os analistas, não negamos nossa competência em prometer a felicidade em um momento no qual essa questão se tornou tão complicada: principalmente porque felicidade, como Saint-Just, se tornou um fator político’, mas Lacan conclui que ‘perdemos nosso tempo, é sabido, procurando a camisa do homem feliz, e o que chamamos de uma imagem de felicidade de ser evitada por todo mal que traz” (Renata Salecl, 2012, p. 9).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *