Nota CEII SP #2 [23/06/2016]

A destrutividade da esquerda e o CEII – na última reunião lemos um parte do texto do Badiou em que ele relata certa impulso da revolução cultural chinesa a destruir tudo o que existia para se construir tudo do zero. O autor cometa tal parte em tom de crítica. Penso que cuidado similar temos que ter para com o CEII, não é porque determinada experiência fracassou ou mesmo porque um membro saiu que precisamos demolir tudo e iniciar do zero. Precisamos aprender com nossos fracassos, é claro, mas não precisamos cultivar uma melancolia em relação a eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *