Nota CEII SP [27/09/2018]

E, finalmente, para legitimar os ‘fake thinkers’ (Dunker, 2018) por seus anos de “batalha” (praticamente sem inimigos…) no campo ideológico e por sua exaustiva doutrinação, vem agora o tempo das coroações. Saiu hoje uma matéria acenando para as intenções do dito ‘filósofo’ (Carvalho) em sua defesa ao Bolsonaro: “Carvalho disse ainda que, como embaixador, teria “autoridade total” sobre brasileiros locais e poderia “mandar embora qualquer um, pode mandar prender qualquer um”. “É um reizinho”, completou.” O sonho de virar ‘reizinho’, de tornar-se ‘autoridade total’ em Washington e de lá poder ‘reinar’. O sonho de Olavo é ser o sindico ideológico de Bolsonaro e finalmente, conseguiria seu cafofo nesse império do atraso. Algo que me lembrou a discussão de Žižek, de uma famosa passagem de Lacan e a loucura dos que se crêem reis:

“Ser rei” é um efeito da rede de relações sociais entre um “rei” e seus “súditos”; mas – e aí está o desconhecimento fetichista -, para os participantes desse vínculo social, a relação aparece necessariamente de forma inversa: eles acham que são súditos, dando ao rei um tratamento real, porque o rei já é rei em si mesmo, fora da relação com seus súditos, como se a determinação “ser rei” fosse uma propriedade “natural” da pessoa de um rei. Como não recordar aqui a famosa afirmação lacaniana de que um louco que se acredita rei não é mais louco que um rei que se acredita rei – ou seja, que se identifica imediatamente com o mandato de “rei”? (Žižek, p.309)

E como num jogo, esses aí são os 4 mini-chefões aos quais precisamos estar atentos e combatermos na jornada contra o embrutecimento ideológico do bolsonarismo. E claro, sem perder de foco os que se colocam enquanto seus súditos (professores, autores, deputados, estudantes…), porque saber ouvir o que essas falas organizam para estes seguidores é tão crucial quanto saber como criticar esses desfavores intelectuais.

Dunker, https://blogdaboitempo.com.br/…/olavo-de-carvalho-o-ideolo…/

Dunker https://blogdaboitempo.com.br/…/a-palavra-perdida-contra-a…/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *