NOTA CEII SP #4 [22/03/2018]

Sobre o psol e o petismo.

Quando não sabemos o que fazer, faz-se o q sempre se fez.. ações impensadas recaem em decisões antigas, repetições… boulos e o psol, parecem repetir estruturalmente lula e o pt. Talvez, por não haver de fato uma nova estratégia por parte do psol, a não ser a ‘radicalidade’, lembrando q o pt e lula tb o foram, antes de assumirem a presidência e de vez a institucionalidade .. a partir de uma palestra q vi recentemente, na qual se falava sobre as estratégias da esquerda na historia brasileira desde os anos 40, q era a do pcb – a estratégia democrática-nacional – e que pela sua falha de leitura da formação social do brasil, de q o este era semi-feudal e pré-capitalista (logo, haveria de passar á etapa seguinte – o capitalismo – contanto tendo assim a burguesia nacional como aliada nesse momento),  deu ensejo ao golpe militar de 64. E a partir dessa reavaliação, foi, justamente, formulada uma nova estratégia, q não via a burguesia mais como aliada, e de uma ‘pinça’, na qual, haveria uma ação conjunta de dois vieses: um institucional e um de base – os movimentos sociais… essa estratégia se pretendia de fato revolucionária, pois visava não só a crescente tomada do aparelho e da ‘democracia’ pela classe trabalhadora, mas a revolução em si… pois, curiosamente, justamente por saber da impossibilidade de uma revolução por via institucional, essa via, juntamente c a outra, a pressão ou o ‘fogo’ advindo das bases, provocaria uma tensão tal q ocasionaria a revolução brasileira. A essa nova estratégia foi dada o nome de ‘estratégia democrática popular’. Trago isso, pois em tempos de ptcização do psol, ou algo do tipo, se percebe q não há uma nova estratégia, oriunda de uma nova leitura de formação social, mas apenas talvez uma fé na ‘radicalidade’ – em não realizar os mesmo erros do antecessor. Mas, agora, retornando ao início da nota, não aparece uma nova análise do brasil, tão pouco uma nova estratégia. Lembrando q no início o pt era tão radical qto se podia ser, inclusive mais q o psol hj, pois se pretendia revolucionário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *