Referências 17/12/2013

QUADROS.001QUADROS.002

ESTATUTO DO PSOL

 

Sobre o que cada procedimento genérico pensa do Ser e do Evento:

BADIOU, A. Manifesto Pela Filosofia – disponível aqui

________ Definição de Filosofia – disponível aqui

________ Condiciones – disponível aqui (espanhol)

-> ver introdução de François Wahl

Sobre o paradoxo da fundação do judaísmo:

FREUD, S. Moisés e o Monoteísmodisponível aqui

-> relação entre judaísmo e cristianismo: ver seção D (Aplicação) da parte I (p.50 do pdf)

Sobre os quatro discursos na obra de Lacan:

LACAN, J. Seminário XVI: De um Outro ao outro – disponível aqui

-> ver aula X: “As três matrizes” para a formulação ternária dos discursos (3, faltando 1)

___________ Seminário XVII: O Avesso da Psicanálise – disponível aqui

-> ver primeiras 3 aulas para apresentação dos 4 discursos

ZUPANCIC, A. When Surplus Enjoyment Meets Surplus Valuedisponível aqui

Sobre a relação ternário/quaternário na lógica especulativa:

HEGEL, G.W.F Science of Logic – disponível aqui

-> §1801 da última seção “A ideia Absoluta” – (tradução rápida: “Nesse ponto de virada do método, o caminho do espírito se volta ao mesmo tempo sobre si mesmo. Como contradição que supera a si mesma essa negatividade é a restauração da imediatez inicial, da universalidade simples; pois o outro do outro, o negativo do negativo, é o imediatamente positivo, o idêntico, o universal. Se alguém insistisse em contar, essa segunda imediatez é, no curso do método como um todo, o terceiro termo em relação à primeira imediatez e à mediação. É também, no entanto, o terceiro termo em relação à primeira negação formal e à negatividade absoluta ou segunda; agora, como a negatividade primeira é ela mesma o segundo termo, o termo entendido como terceiro pode também ser entendido como quarto, e – ao invés de uma tríplice – a forma abstrata pode ser tomada por quadrúplice. Dessa maneira, o negativo, ou a diferença, é contado como dualidade.”)

ZIZEK, S. For They Know Not What They Dodisponível aqui

 

ver: “Why Should a Dialectician Learn how to Count to Four?” (p.179)

Sobre a tríade natureza (memória), história (singularidade) e evento (graça) em Badiou:

BADIOU, A. Ser e Evento (Jorge Zahar, 1996)

-> Meditação 11 sobre a natureza (infinitude denumerável, transitividade, ordenação parcial)

-> Meditação 16 sobre história (sítio evental, singularidade, vazio)

-> Meditação 17 sobre evento (paradoxo, elemento supranumerário, auto-pertença)

_______ A Hipótese Comunistadisponível aqui

 

-> ver “A Ideia Comunista” (parte IV) sobre a concepção de história de Badiou

MEILLASSOUX, Q. History and Event in Alain Badiou disponível aqui (inglês) e aqui (francês)

 

Gravação da reunião: https://soundcloud.com/gabrieltupinamba/ceii-17-12-2013

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *