REFERÊNCIAS CEIISP 14/06

– Alguns acertos finais antes do evento ‘o que resta da democracia?’.

– Questões sobre a exigência de uma presença feminina na mesa do evento, e do identitarismo aí presente.

– Estipulamos fazer no evento o trabalho ‘maldito’ de trazer o tales do livro, o critico ao lulismo de 2010.

– quais os motivos q nos levaram a escolha do livro: entender/ dialogar com a conjuntura atual?

– a articulação política e psicanálise é uma característica marcante no ceii, algo que o caracteriza? Chegaríamos a ser um grupo político psicanalítico, comunistas-psicanalistas ou lacanianos ou zizekianos ou algo do tipo?

– A idéia do Ceii como seita, não o sentido vulgar do termo, mas daquele que, fora do registro da vida comum, cria-se um sentido eucarístico para compartilhar momentos determinados que podem vigorar numa nova existência, numa nova forma de vida…; também como tendêncja a auto-organização, e como uma crítica da economia política da esquerda, da militância; sair do registro empirista, mas sem distanciar-se da vida e das questões da vida comum das pessoas comuns e criar coisas a partir daí.

– a questão do capitalismo x capital.  O primeiro acabou para a pura vitória e soberania do ultimo? O capitalismo acabou, e nisso marx estava certo, mas o fim não foi o esperado por nós. Uma forma morta pode permanecer produzindo efeitos. Daí o q se faria? Há a noção da social-democracia do fim do sec xix, de prescindir do estado, agir por nós mesmos em busca de formas de vida, organização … paralelas a legalidade do estado. Mas sem descartar o estado etc..  ainda que do ponto tático apenas, não do estratégico.

– o ceii como aquele q além de odiar o capital, tenta entendê-lo e nesse sentido talvez o ceii de alguma forma faça essa diferença.

– pequena exposição do projeto do camarada virgínio presente na reunião sobre seu projeto ‘veias abertas’ agitação e propaganda, e discussão sobre conjuntura, situação de luta de classes, com vistas futuras a fomentar organização etc..

-discussão sobre protocolos de atendimento no oficina, divisão de tarefas no acolhimento inicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *