REFERENCIAS REUNIAO CEII-SP 25/10

. Breve comentário sobre o encontro promovido pela uniafro no teatro oficina, no qual tiveram 4 falas, dentre elas leci brandão, erica malunguinho, douglas belchior e mais .. e dentre varias questões houve o estímulo  para virar votos ao haddad, e houve a proposição de que o fascismo seria mais sensível a população negra, como também os séculos de escravidão não teriam sido menos fascistas que os ‘fascismos’ posteriores.

. Comentário sobre a fala de mano brown no qual gerou polêmica, pois: de um lado seria uma crítica altamente plausível, no entanto inoportuna, já que há havia uma semana pras eleições; e de outro, para o pt há anos que ‘não é hora para criticar’, logo se nunca é hora, toda hora é hora. No entanto, vale a questão entre estratégia e tática, na qual esta fala poderia ter sido pouco tática, como algumas colocações do zizek, ou mesmo de alguns ceiianos.

. leitura do texto. Começando em p18, 1º cap. livro “como vimos, há consequencia…” e retomando em o “…procedimento de avaliação qualifica”.

. alguns pontos levantados: comentário sobre Negri e hardt, em  que este (como costume nos eua) reuniria todos os autores franceses – Foucault, deleuze, lacan – todos sob o termo “french theory”, por mais q neste caso fizesse sentido, já que nesse caso foucault e deleuze e guatarri convergem nesse ponto ao ver o capitalismo como produção também de subjetividades. 2: houve a hipótese levantada de que haveria no texto a sugestão de que as subjetividades e as relações tb serviriam como produto a ser consumido. 3. proposição da idéia de ‘produção e consumo das relações sociais’ fora do marco biopolítico. 4  zizek critica–os em sua ideia de que através do simbólico  e elaborações afetivas se chegaria ao comum.  5. Um capitalismo “sem burguesia’’- ex-capitalistas reabsorvidos como gerentes ou assalariados com um ‘mais-salário’ e ações da empresa. Sendo o mais salário estendido a todos os ‘especialistas’, havendo também não só mais salário, como menos trabalho. 5. china = capitalismo administrativo (?).

– o. acadêmica:

. comentário sobre uma moça da pós q nos procurou p debatermos sofrimento na universidade. E indicou q havia certo conflito entre os velhos e os novos dicentes,  no qual os velhos tao mais na pegada coaching, terapia do sono etc e os novos , na voz de uma moça que localiza as questões de sofrimento como relacionado à organização. E decidimos por convida-la a uma reunião, pois ela já havia esboçado interesses e questões da pos graduação, q seriam  similares ao projeto organizando a vida.

. discussão sobre possíveis medidas preventistas em relação a possível criminalização dos movimentos ditos de esquerda.

.- .Carmem galano: política de lo real.

.Milner, o salario do ideal.

 

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *