Nota #1 (08/09/16) PR

Tinha como expectativa, ao entrar no CEII, criar uma disciplina de estudos e diagnosticar nas reuniões com o grupo quais são os reais impeditivos para me debruçar em leituras mais profundas. Logo de cara presenteada com a leitura de o mestre ignorante evidenciou-se a dificuldade que esta sendo e é de se livrar da inteligência que vê como resultado o ser bem sucedido e, ainda, como este objetivo desestimula a existência. Uma vez que negando a si escolhe-se um outro um modelo para que os seus caminhos a sua forma de pensar seja obrigatoriamente substância para um fim comum. Mutila-se a diversidade dos seres e das inteligências em troca do caminho mais “certo”.
Sinto que essa experiência tem me despertado como ser. De forma a encontrar nas reuniões e nas leituras minha expressão de existência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *