NOTA #4 [10/06/2020] (RJ I)

Uma ideia que coloco aqui pra poder ser pensada seria a de que o ceii não tem um objetivo ou determinadas lutas pra combater mas será que o ceii persegue um objeto? porque de fato a multiplicidade de coisa que se faz no ceii todas mais ou menos tem um objetivo que é mais ou menos parecido que seria uma sociedade melhor, vamos dizer assim. Mesmo em cursos que o ceii da, a tônica de compreender tais autores não me parece ser para satisfação pessoal no sentido de atender a si mesmo. Mas me parece que seria uma ponte para algum determinado fim. No entanto, não vejo que esse fim ou outros fins que estejam sendo “trabalhados” no ceii sejam sós no coletivo acho que eles de alguma forma aponta pra algum tipo de melhora de vida das pessoas e da derrocada do sistema de uma certa maneira. Dito isso, acho que todas essas coisas não formam uma consolidação em uma luta específica mas tem por traz um objeto em comum que seria o comum mesmo ou talvez o comunismo, se quiser nominar o comunismo como algo que seja a emancipação das espoliação da vida ou apenas uma melhora radical de vida das pessoas. Se isso for verdade e isso significar a perseguição por um objeto talvez pensar os problemas do coletivo e do comunismo fosse necessária. Pensar sobretudo nas implicações e nos desafios sob essa perspectiva pudesse nos trazer mais contribuições. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *